Notícias

Terceirizados das escolas municipais de BH protestam por pagamento do ticket alimentação

Por Erika Oliveira/Itatiaia, 01/06/2020 às 13:10
atualizado em: 01/06/2020 às 13:25

Texto:

Trabalhadores terceirizados das escolas municipais de Belo Horizonte fizeram, na manhã desta segunda-feira, um ato na porta da prefeitura da capital, no Centro, pedindo o pagamento do ticket alimentação.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte (Sind/Rede), a situação dos trabalhadores é insustentável.

“Os funcionários ganham líquido menos que um salário mínimo, o ticket alimentação representa para muitos deles 50% de seus salários e estão há dois meses sem recebê-lo. Sequer a cesta básica a prefeitura tem acordo em garantir para estes trabalhadores. Considerando que muitos de seus familiares estão desempregados, a segurança alimentar de suas famílias está em risco”, diz Daniel Wardil, um dos diretores.

Wardi ainda lembra que muitos funcionários tiveram férias adiantadas, o que diminui ainda mais o orçamento do próximo mês. São cerca de 7.500 profissionais de 330 escolas com menos cerca de R$ 400 no orçamento.

O sindicato ressalta que participaram da manifestação desta segunda apenas dez pessoas para evitar aglomerações, conforme instrução dos órgãos de saúde. 

Em nota, a Minas Gerais Administração e Serviços (MGS) informou que o Acordo Coletivo de Trabalho firmado com o Sindicato determina que o Vale Alimentação/Refeição é devido aos dias efetivamente trabalhados. “Portanto, em função da medida de isolamento social, os empregados que estiverem em casa aguardando o retorno ao trabalho não receberão os Vales Alimentação/Refeição”.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Uma das determinações é a obrigatoriedade de compras serem feitas individualmente #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A suspeita dos vereadores é a de que a prefeitura teria pago cerca de R$ 2,5 bilhões para um débito que seria de R$ 269 milhões; entenda #itatiaia

    Acessar Link