Notícias

‘Quem achou que a gente tinha acabado vai morrer de raiva’, diz presidente aos atletas na Toca

Por Redação, 29/05/2020 às 17:50
atualizado em: 30/05/2020 às 09:18

Texto:

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

No primeiro contato com os jogadores na Toca da Raposa II, o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, demonstrou total confiança na recuperação do clube, após a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro e o aumento estratosférico das dívidas em 2018 e 2019. Em conversa com os atletas, o mandatário cutucou as pessoas que não acreditam na reação da instituição em meio a tantos problemas e disparou: “Quem achou que a gente tinha acabado vai morrer de raiva”.

Após perder as eleições de 2018, Sérgio Rodrigues venceu o pleito do último dia 21 e assumirá na próxima segunda-feira (1º) para um mandato tampão até o fim deste ano. Em uma roda no meio de um dos campos da Toca II, o presidente discursou para os jogadores.

"Acho que a maioria já me conhece. Fiquei por dez anos no Cruzeiro, no jurídico, na gestão estratégica e em negócios internacionais. Perdi as últimas eleições e estamos voltando agora, que é o momento mais difícil da história do Cruzeiro, mas é de passagem. Não tenho dúvida nenhuma que é de passagem. Pela grandeza do Cruzeiro, a gente vai voltar para o lugar que a gente não deveria ter saído. Então, nós vamos fazer isso juntos", afirmou.

"O time está em momento ruim, mas o Cruzeiro é igual casamento. É na alegria e na tristeza, na saúde e na doença. Eu não vou desistir do Cruzeiro. Todo mundo aqui vai dar as mãos. Vocês podem ter a certeza que a minha função vai ser blindar o Cruzeiro. Vocês têm um papel importante fora do comum porque o nosso negócio é futebol. E fora de campo vocês vão ter uma pessoa que não dorme enquanto a gente não puder entregar isso para vocês de volta. O sangue que vocês dão dentro de campo, a gente vai dar do lado de fora", completou o presidente.

Rebaixado para a Série B do Brasileiro, o Cruzeiro enfrenta a pior crise da história do clube. Com receitas menores para este ano, a nova diretoria ainda viu a dívida crescer substancialmente: somente em 2019 o prejuízo foi de R$ 394 milhões. O débito total gira em torno de R$ 800 milhões.

Mesmo com os inúmeros problemas, Sérgio Rodrigues acredita que conseguirá fazer o clube voltar à Série A em 2021 e iniciar a retomada da história da instituição, que completará 100 anos em janeiro do ano que vem.

"Todo mundo achava que o Cruzeiro era terra arrasada. E não é. Nós vamos fazer isso com credibilidade e criatividade. Vamos construir o novo Cruzeiro. Todo mundo que achou que a gente tinha acabado vai morrer de raiva. Quem achou que ia demorar cinco, dez anos vai morrer de raiva, nós vamos subir muito bem este ano, porque a gente confia no elenco, vamos subir e voltaremos a ser competitivos na Série A", finalizou.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link