Notícias

Futebol em Minas só deve voltar depois da primeira semana de junho, após pico de casos

Por Redação, 30/04/2020 às 21:14
atualizado em: 01/05/2020 às 11:03

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Sylvio Coutinho/Divulgação
Sylvio Coutinho/Divulgação

O retorno do futebol em Minas só deve ocorrer após primeira semana de junho, quando passar o pico de casos de covid-19 no estado. Quando houver a liberação, será para jogos com os portões fechados e apenas para o futebol profissional, já que o amador não tem condições de monitorar atletas e funcionários.

A informação foi apurada pela Itatiaia após uma reunião na tarde desta quinta-feira, na Cidade Administrativa, entre o governador, Romeu Zema (Novo), e o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro.

Segundo Aro, no encontro ficou definido que medidas preventivas serão criadas por uma comissão com participação dos clubes. “Esse protocolo de segurança será submetido ao Coes, que são aqueles que podem dizer se já estamos aptos ou não a retornar. O governador se mostrou favorável a esse retorno, desde que obedecidas as condições de segurança. Precisamos aguardar a manifestação dos órgãos de saúde”, disse.

Aro explica que um aval do Ministério da Saúde será insuficiente. “Dependerá principalmente de uma análise detalhada da pandemia em Minas. O que foi informado é que aqui ainda não vivemos o pico da pandemia. Precisamos aguardar para ver como será a evolução do vírus em Minas para que possamos ter um cenário que nos permita, com responsabilidade, reassumir o futebol. Não podemos deixar de considerar as orientações de cada prefeito, que sabem a realidade de cada município.”

Segundo o dirigente também será necessário avaliar questões de regulamento dos campeonatos. “Como cada entidade do futebol vai lidar com o eventual aparecimento de um jogador que acuse positivo para o coronavírus? Qual será o isolamento? Qual será a repercussão na competição? Haverá suspensão da partida? Da rodada? São muitas perguntas. Não temos resposta para todas, estamos trabalhando para encontrá-las”, afirmou.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Ainda que não tenham precisado paralisar as atividades, os profissionais convivem com a queda no movimento. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Nas primeiras apostilas foram encontrados 42 erros de ortografia e gramática, 122 plágios e 89 erros de conteúdos. #Itatiaia

    Acessar Link