Notícias

Mattos diz que Galo teria ‘dificuldade catastrófica’ se não contasse com ajuda da família Menin

Declaração do diretor de futebol atleticano foi dada no programa Mesa Redonda, neste domingo

Por Redação, 12/07/2020 às 15:38
atualizado em: 13/07/2020 às 17:34

Texto:

O diretor de futebol do Atlético, Alexandre Mattos, afirmou que se não tivessem os parceiros Rubens Menin e Rafael Menin, da MRV, e Ricardo Guimarães, do banco BMG, o clube “teria uma dificuldade catastrófica de continuar a sua vida financeira no dia a dia”.

A declaração do diretor foi dada em entrevista ao programa Mesa Redonda, da Rádio Itatiaia, neste domingo.

“Hoje, a gente conta com um parceiro muito forte, todo mundo sabe. A pessoa física do Rubens Menin e do Rafael Menin. O Ricardo (Guimarães, do banco BMG) também ajuda. Sem eles, no momento, o Atlético teria uma dificuldade catastrófica de continuar a sua vida financeira no dia a dia”, disse.

Ouça a entrevista completa com o diretor de futebol do Atlético

Com a ajuda de Rubens Menin, o Atlético já gastou mais de R$ 80 milhões em contratações apenas durante a pandemia do novo coronavírus. O empresário emprestou dinheiro ao clube para trazer os zagueiros Bueno e Junior Alonso, os volantes Léo Sena e Alan Franco e o atacante Marrony, além de garantir a permanência do meio-campista Nathan, que estava emprestado há dois anos.

Com dinheiro do clube, a diretoria trouxe apenas o lateral-direito Mailton, no início deste ano, e o atacante Keno. Este último veio após o Galo fechar patrocínio com a Intralot.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    No quarto do homem, de 55 anos, os militares encontraram calcinhas da criança; saiba mais detalhes #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Caso aconteceu na rua Juiz da Costa Val, bairro São Lucas #itatiaia

    Acessar Link