Notícias

Cruzeiro: Justiça nega bloqueio imediato de dinheiro de Wagner e Itair; ação segue

O clube celeste pede bloqueio de R$ 6.861.243,06 milhões para indenização

Por Samuel Venâncio, 13/07/2020 às 12:57
atualizado em: 13/07/2020 às 18:58

Texto:

Foto: Vinicius Silva/ Cruzeiro EC
Vinicius Silva/ Cruzeiro EC

A Justiça negou, nesta segunda-feira, o pedido inicial de bloqueio de bens apresentado pelo Cruzeiro contra o ex-presidente Wagner Pires de Sá e o ex-vice-diretor de futebol Itair Machado. O processo, contudo, segue em análise. Na decisão, a juíza Marcela Novais considera que para pedir bloqueio do valor são precisos provas e que no momento não consegue tomar tal decisão.

O clube pede bloqueio de R$ 6.861.243,06 milhões para indenização. A ação de ressarcimento, com mais de 230 páginas, foi distribuída na 35ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte na última semana.

Conforme a ação, o valor pedido foi repassado à empresa Futgestão Assessoria Esportiva LTDA, que é de propriedade de Itair. De acordo com a ação, entre fevereiro de 2018 e outubro de 2019, foram pagos R$ 4.928.947,00 à empresa a título de prestação de serviços. Além disso, foi repassado R$ 1.932.295,44 à Futgestão em premiações.

Por meio de live na tarde desta sexta-feira, o presidente Sérgio Santos Rodrigues falou sobre o assunto. "Vamos correr atrás de tudo que for possível, seremos implacáveis contra quem fez isso contra o Cruzeiro. Já ajuizamos ação contra um outro ex-dirigente, com pedido de bloqueio dos bens e confiamos no trabalho da Polícia Civil e do Ministério Público. O sonho de todos é ver essas pessoas pagando criminalmente pelo que fizeram com o clube. Não vamos abrir mão de nada. E nós também vamos trabalhar para que os conselheiros que tiverem praticado irregularidades sejam expulsos", disse.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Canal, no entanto, é indicado para casos específicos, referentes a atualização de dados cadastrais. Clique e saiba quem pode recorrer #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A pasta comandada por Ricardo Salles queria trocar este objetivo pela garantia de preservação de apenas uma área específica #Itatiaia

    Acessar Link