Notícias

PBH vai instalar pedras debaixo de viadutos de Belo Horizonte para coibir queima de fios 

Por Redação, 23/08/2019 às 07:57
atualizado em: 23/08/2019 às 10:41

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Flickr/PBH
Flickr/PBH

Com o objetivo de coibir a queima de fios furtados para a extração de cobre, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) vai colocar pedras embaixo de viadutos na capital mineira. O primeiro local de instalação será no complexo da Lagoinha, dentro das obras de tratamento urbanístico do Boulevard 3. 

A decisão gerou polêmica já que críticos argumentam que a medida é para evitar que moradores em situação de rua permaneçam debaixo dos viadutos. Superintendente de Desenvolvimento da PBH, Henrique Castilho, descarta essa possibilidade. 

“Temos que cuidar da segurança e estabilidade das nossas estruturas. Não podemos, de forma alguma, deixar o que está acontecendo: um grande roubo de fiação, que prejudica, inclusive, a iluminação dos viadutos”, diz. 

De acordo com ele, a queima de fios também é nociva à estrutura dos viadutos, comprometendo a ferrugem. Com isso, a PBH pretende evitar gastos maiores no futuro com a reparação das obras. 

Ainda assim, conforme Castilho, será possível transitar debaixo do viaduto. “São pedras de mão com concreto. Ou seja, são pedras assentadas em cima de concreto”, explica. 

Castilho destacou, ainda, que a Secretaria de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania está à disposição, para auxiliar possíveis moradores em situação de rua que estejam debaixo dos viadutos. 

Ao todo, Belo Horizonte tem 125 viadutos, 135 passarelas, seis túneis e 13 trincheiras. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link